Notícias

Ranking traz as cidades menos vulneráveis ao coronavírus na Grande SP

O Instituto Votorantim divulgou um estudo que analisa a vulnerabilidade das cidades da região metropolitana de SP diante do avanço do novo coronavírus.

A pesquisa reuniu dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Sistema Único de Saúde (SUS), Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES) e da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANSS).

De acordo com o Votorantim, foram utilizados 18 indicadores que levaram em consideração 5 pilares: população vulnerável, economia local, estrutura do sistema de saúde, organização do sistema de saúde, e capacidade fiscal da administração municipal.

O Índice de Vulnerabilidade dos Municípios (IVM) estabelecido pela pesquisa varia de 0 a 100, quanto mais alto o valor mais alta a vulnerabilidade.

Mesmo distante das últimas colocações, a cidade Guarulhos ocupa uma posição desconfortável no ranking. Vale destacar que a comparação entre municípios é prejudicada pelas diferenças populacionais e econômicas.

Veja abaixo o IVM de cada cidade da Grande SP (da menos até a mais vulnerável):

São Bernardo do Campo: 30,06
São Caetano do Sul: 38,61
Cajamar: 39,18
São Paulo: 41,17
Santana de Parnaíba: 41,51
Mauá: 42,31
Santo André: 43,44
Ribeirão Pires: 44,20
Rio Grande da Serra: 44,54
Barueri: 45,01
Diadema: 46,41
Arujá: 46,42
Itapevi: 47,31
Cotia: 47,80
Guararema: 49,35
Caieiras: 49,52
Jandira: 49,54
Santa Isabel: 50,12
Mogi das Cruzes: 50,18
Mairiporã: 52,63
Taboão da Serra: 53,21
Osasco: 53,75
Guarulhos: 54,16
Suzano: 54,29
Franco da Rocha: 54,30
Francisco Morato: 55,68
Vargem Grande Paulista: 57,05
Juquitiba: 57,29
Carapicuíba: 57,33
Ferraz de Vasconcelos: 57,33
Salesópolis: 57,33
Pirapora do Bom Jesus: 57,36
Embu-Guaçu: 57,63
Embu das Artes: 57,66
Itapecerica da Serra: 58,72
São Lourenço da Serra: 58,73
Itaquaquecetuba: 58,93
Poá: 60,37
Biritiba-Mirim: 63,79

O estudo completo e o ranking das 645 paulistas elaborado pelo Instituto Votorantim estão disponíveis neste link.

Com informações do G1


Compartilhe!