Notícias

Guarulhos já conta com dois casos suspeitos de coronavírus

Atualizado às 23h57

Balanço divulgado pelo Ministério da Saúde nesta quinta-feira (27) mostra que há um caso confirmado, 132 suspeitos e 60 descartados do novo coronavírus no Brasil.

Ao todo, 121 pessoas vieram do exterior; oito são de pessoas que tiveram contatos com outros casos suspeitos; e três que tiveram contato com o paciente de São Paulo que testou positivo para a Covid-19. Há 213 novas notificações em análise.

“Dá para a gente avaliar que, na verdade, nós estamos hoje perto de 300 casos suspeitos. O número cresceu muito nessas últimas 48 horas, evidentemente que isso se deve à mudança nos critérios”, explica João Gabbardo dos Reis, secretário-executivo do Ministério da Saúde.


SITUAÇÃO EM SÃO PAULO

Entre os casos monitorados no Estado de SP, a capital lidera a lista de cidades, com 47 registros, mas há suspeitas em 25 municípios.

Campinas e Santos têm 3 casos suspeitos cada. Bauru, Caieiras, Franca, Guarulhos e Ibiúna têm 2 suspeitos cada.

Com um caso suspeito cada, estão na lista: Itararé, Itu, Lorena, Mauá, Mogi Mirim, Nhandeara, Pederneira, Piracicaba, Pirassununga, Praia Grande, Ribeirão Pires, Ribeirão Preto, São Bernardo do Campo, São José do Rio Preto, Sorocaba, Valinhos e Taboão da Serra.

De acordo com as autoridades, há ainda 5 casos em fase de investigação sobre o local de residência.


O QUE É UM CASO SUSPEITO?

Para ser considerado um caso suspeito no Brasil, é necessário que o paciente, além de apresentar febre e pelo menos um sintoma respiratório, tenha viajado nos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sintomas ou tenha tido contato próximo de um caso suspeito para coronavírus nesse período.

Pessoas que tenham tido contato próximo de caso confirmado de coronavírus não precisam apresentar febre e sintoma respiratório, apenas um dos sintomas já é suficiente para classificar como suspeito.

Vale destacar que, no momento, a única forma de diferenciar de outras infecções respiratórias é com exame.


COMO PREVENIR O CORONAVÍRUS

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus.

Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes e ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.

Com informações da Agência Brasil, G1 e UOL


Compartilhe!